11 de fev de 2009

Escuta... Qual é o seu nome mesmo?!

Muitas pessoas acreditam que, se o sentimento for realmente aparecer, ele aparecerá independente de haver sexo casual antes disto. Mas elas não se flagram que estão redondamente enganadas.

Sexo é uma conseqüência do amor, mesmo que muita gente despreze isto (infelizmente). Se sexo é uma conseqüência do amor, como tem pessoas que conseguem inverter totalmente a ordem das coisas? Ninguém passa a amar uma pessoa depois de conhecê-la por algumas horas. Amor pode demorar a chegar e pode vir rápido também. Mas não tão rápido. Esse “amor repentino” que as pessoas acreditam sentir é apenas uma paixão, que, com o tempo e convivência, pode amadurecer e se tornar realmente amor.

Por esse e muitos outros motivos é que eu acho o fim essa modinha de “sexo sem compromisso”.


Pauta para o site do TDB.

2 comentários:

Carol disse...

Eu nem fiz esse texto pro blog da Capricho. Mas o teu ficou muito bom,eu não acredito muito nas coisas instantâneas, sabe? Eu gosto de coisas duradouras,acredito naquele e viveram felizes para sempre. Não apenas em 5 minutos e depois vamos fingir que nada aconteceu. Beijos fofa :*

mika disse...

quem vai dizer ao coração, que a paixão não é loucura!!! rs...ACIMA de tudo ter dignidade é tudo se amar primeiro se respeitar e ter limites é fundamental. adorei teu post bjus mika