11 de fev de 2009

Ela? Uma droga.

Garota inteligente, linda, querida, amiga, atenção sempre cobiçada por adolescentes, extrovertida, animada, tem solução pra tudo, sincera, legal, interessante, adora festas, badalação, diversão e afins. Não, isso não é a descrição da “menina perfeita” do último best do cinema americano. É simplesmente uma breve descrição da mulher maravilha... digo, da minha mãe.

Eu? Tímida, às vezes considerada antipática, humor instável e não frequentemente feliz como ela, não consigo falar abertamente sobre qualquer assunto, quase anti-balada, e eu nem de longe sei tanta física quanto ela.

A relação mãe-filha? Parece complicada, mas não é. Vivemos em completa harmonia e amizade (claro que tem algumas brigas, afinal, é impossível conviver com alguém um número tão grande de horas e não sair uma peleja de vez em quando).

Minha mãe? Única droga sem restrições e sem seqüelas por vício (estou quase na maioridade e ainda não apresentei nenhuma).



Para o site do TDB.

7 comentários:

Juh Lima disse...

Oi colega de TDB!!! É a primeira vez que vejo seu blog. E adorei seu post sobre sua mãe!!! Beeijos querida

fu disse...

Milaaa! :D adorei o blog! beijaaaao

Mary West disse...

Menina ficou lindo o texto, lindo lindo e engraçado até! :D

jorge disse...

ADOREI>... queria escrever assim... rsss, tah super... minha mãe tb é a mulher maravilha... kkk bjs

Psicodellicuss Girl disse...

Olá Olha, tem uma brincadeirinha no meu blog p vc, passa lá e dá uma olhada, ok Bjus http://psicodellika.blogspot.com/

Mary West disse...

Atualiza querida! :D

Ana disse...

Legal o seu blog!Comente no meu...